Julio Cerqueira Cesar Neto

As tristezas dos verões



2 alertas às medidas antienchentes de Haddad

Entrevista concedida ao site viomundo em 03/01/2013

Após reunir-se com um grupo de secretários e assessores, o novo prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), anunciou ontem, seu primeiro dia de trabalho, 16 medidas emergenciais para combater as enchentes na capital. O repórter Evandro Spinelli, da Folha de S. Paulo, listou-as:

1. Coordenar ações de limpeza de ramais, galerias e bocas de lobo. Diminuir a periodicidade das limpezas de bimestral para quinzenal nos 132 pontos de reincidência de alagamento e nas sub-bacias de maior risco.

2. Estabelecer convênio entre a Prefeitura e a Sabesp para o uso de caminhões de hidrojatos no período de chuvas para reforçar a estrutura existente nas Subprefeituras.

3. Solicitar às concessionárias a instalação de contêineres em pontos estratégicos nas regiões do Brás, Bom Retiro, Santa Efigênia, 25 de Março e Pari para o despejo de lixo comercial em larga escala.

4. Dotar as Subprefeituras com estrutura de cavaletes, cones e faixas de sinalização, bem como planos de desvio de rota para atuarem emergencialmente em situações de alagamento até a efetiva operação da CET.

5. As concessionárias deverão providenciar caçambas de até 26 metros cúbicos, em número suficiente, nos Ecopontos, para evitar o depósito de resíduos em locais onde há risco dos detritos escorregarem para a via pública ou encostas de córregos.

6. Intensificar o monitoramento dos pontos de descarte de entulho irregular (pontos viciados). Promover, quando necessário, o recolhimento de entulho.

7. Por decreto, atribuir aos agrônomos das Subprefeituras o poder de emitir o laudo de autorização de poda de árvore.

8. Permitir, no período de enchentes, o deslocamento das equipes entre as regiões das subprefeituras para atender situações de emergência e/ou demanda acumulada.

9. Redimensionar e equilibrar a estrutura disponível para a Defesa Civil nas Subprefeituras e criar um corpo permanente de atendimento às emergências.

10. Reunir prontamente os subprefeitos e secretários envolvidos para repasse das novas orientações sobre a Defesa Civil.

11. Fazer o monitoramento e a limpeza manual e/ou mecânica dos córregos de maior incidência de chuva, evitando os pontos de estrangulamento.

12. Estudar a possibilidade de contratar imediatamente o IPT, por 120 dias, para que geólogos realizem o monitoramento dos locais mais críticos dentro dos setores avaliados como Risco Muito Alto (R4) das 407 áreas de risco mapeadas, reforçando as equipes da Defesa Civil.

13. O Centro de Gerenciamento de Emergências sairá da Secretaria de Infraestrutura Urbana e será subordinada à Defesa Civil, Secretaria de Segurança Urbana.

14. Ampliar o número de núcleos de Defesa Civil (líderes comunitários treinados para o mapeamento e alertas de área de risco).

15. Atualizar decreto que cria o Programa de Defesa Civil e a portaria que regulamenta o referido decreto. Ações preventivas serão institucionalizadas por decreto.

16. Acionar a cláusula contratual das concessionárias do lixo para a elaboração e execução de plano de comunicação para prevenção de enchentes.

“Agora, em plena época de chuvas, a prevenção dos efeitos das enchentes é o que pode ser feito”, aprova o engenheiro Julio Cerqueira Cesar Neto, ex- professor de Hidráulica e Saneamento da Escola Politécnica da USP. “É tentar proteger principalmente as pessoas que moram em áreas de risco.”

Atualmente, basta uma chuvinha para ocorrerem enchentes na cidade.

“A ‘máfia dos piscinões’ vendeu a ideia de que só eles resolvem o problema das enchentes. Em consequência, a Prefeitura e o governo do Estado de São Paulo investiram apenas neles, abandonando as obras de ampliação do sistema de galerias”, afirma o professor. “Como não investiram nada no sistema no sistema de drenagem e os piscinões não funcionaram, a situação é dramática, cada vez pior.”

“Espero que o Haddad mexa para valer na drenagem, como já mencionou de passagem numa entrevista que li”, alerta Julio Cerqueira Cesar. “Se insistir nos ‘piscinões’, vai ser derrotado. Piscinões, não, prefeito! Fique longe deles”



Escrito por julioccesar às 08h33
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, HIGIENOPOLIS, Homem, Mais de 65 anos, Portuguese, English, Livros, Cinema e vídeo
 
Histórico
 
Categorias
  Todas as Categorias
  Link
  Citação
 
Outros sites
  Julio Cerqueira Cesar Neto
 
Votação
  Dê uma nota para meu blog